quinta-feira, 24 de junho de 2010

Abri janelas, esvaziei gavetas, arredei colchão.
Vou tirar a mala de cima do armário. Limpar. Ariar. Deixar quarar.
Tem a ver com abril e outonos. Com Clarices e Chicos.
Ouvir mais, gritar menos.
Aspereza e doçura.
(porque não não é resposta)
Nem sempre ganhar - um jogo, uma guerra - é o mais importante. Até porque, quase sempre, nem é partida, nem batalha. Mas quase sempre a gente nem sabe.

...


# . por Joelma Terto .

Nenhum comentário:

Postar um comentário